É mamata atrás de mamata

Brasil

A bandeira de campanha do PSL sob o bordão “a mamata acabou” está mais do que amarrotada. Não é que a deputada federal Carla Zambelli conseguiu uma matrícula para seu filho no sexto ano do ensino fundamental no Colégio Militar de Brasília sem necessidade de seleção? A autorização para o ingresso da criança na escola foi publicada na última sexta-feira no Boletim de Acesso Restrito do Exército. O documento revela que a deputada solicitou a vaga por ter se mudado para Brasília depois de empossada no cargo. Em 2017, para alcançar uma vaga no Colégio Militar o candidato tinha que disputar com 1200 pessoas. Pelo jeito, a moda de beneficiar os rebentos começou no andar de cima e não parou mais.